Início > Finanças > Reserva Financeira

Reserva Financeira

Criar e manter um fundo de emergência é importante para qualquer pessoa e qualquer empresa, mas poucos o levam a sério!
Você já se perguntou quantos meses a sua empresa sobreviverá (sem nenhuma alteração em sua estrutura) se você não vender nada? Se um cliente não pagar suas contas em dia?

A criação de um fundo de emergência é uma das estratégias mais importantes para se adotar em uma empresa ou na sua vida pessoal para termos uma vida financeira saudável.

Por que é que ter um Fundo de Emergência é crucial para a saúde financeira de uma empresa?
– Dívidas: quando surgir algum gasto inesperado podemos recorrer a esse fundo ao invés de recorrer ao emprestismo ou cartão de crédito.
– Orçamento equilibrado: recorrendo ao fundo de emergência, não precisará mexer no seu orçamento mensal.
– Juros de mora: evitamos pagar contas atrasadas ou de ter um saldo negativo na conta bancária.
– Adiantamento de contas: possibilidade de conseguir descontos pagando as contas antes do vencimento.

Comece pequeno, se não conseguir colocar em seu fundo uma grande quantia por mês, coloque o que você conseguir. Independente do valor, o importante é começar o seu fundo aos poucos e ir aumentando de acordo com o orçamento.

Planeje sempre o seu orçamento para que assim você tenha idéia da sua real necessidade e não comprometa o seu orçamento para criar o fundo, não fazendo sentido os seus esforços.

Nas finanças pessoais minha e da minha namorada, definimos como meta criar um fundo de emergência que cubra 6 (seis) meses do valor definido para passarmos os meses. Para obter esse valor, todo mês é calculado 10% do valor destinado a investimentos para o fundo de emergência.

Onde depositar o fundo de emergência?

Não pense que o fundo de emergência é um dinheiro “parado” e que o mesmo poderia ser utilizado para outros fins, você dará valor somente quando precisar!

Não deixe o dinheiro do fundo guardado “embaixo do colchão”. Deposite o seu fundo em aplicações com alta liquidez, ou seja, alta capacidade de ser convertido em dinheiro. A opção que adotei foi depositar 2 (dois) meses na poupança e os outros 4 (quatro) meses em Tesouro Direto, assim obtenho juros com o dinheiro utilizado para cobrir despesas de emergência.

E você? Já pensou em criar um fundo de emergência pessoal ou para a sua empresa? Já possui um? Quais são as suas estratégias?

Forte abraço a todos.

Anúncios
Categorias:Finanças
  1. GRZ
    09/10/2010 às 18:53

    Muito bom. Atualmente, eu tenho 3 meses de emergência em reserva. Minha meta também são os 6 meses.

    Att,

    • 14/10/2010 às 7:28

      Olá GRZ, obrigado por mais uma participação!
      Quais são as suas estratégias para o fundo de emergência? Poupança? Investe em algum outro investimento de alta liquidez?

      Forte abraço.

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: